top of page
  • Foto do escritorAstronomia e Astronáutica

Cientistas encontram água em Mimas

Mimas acabou de se juntar às raras luas do Sistema Solar que contém água líquida embaixo da camada de gelo da superfície, além de Europa e Ganimedes de Júpiter, além de Encélado e Titã, de Saturno. Os astrônomos não esperavam por essa descoberta, pois achavam que a lua não tinha condições de favoráveis à vida lá. Os cientistas desconfiaram que algo diferente estava acontecendo na lua, pois após estudarem a rotação da lua, perceberam pequenas oscilações, chamadas de librações, que podem variar de acordo com a estrutura do astro. Essas variações ínfimas denunciaram a presença de um oceano líquido sob toda a superfície. O oceano se move sob uma camada de gelo de 20 a 30 km de espessura, semelhante a Encélado. Segundo os estudos esse oceano se formou recentemente em termos astronômicos, com idade entre 5 e 15 milhões de anos. Com isso, a lua tem condições de habitabilidade: água líquida, mantida por uma fonte de calor, em contato com a rocha, o que favorece o desenvolvimento de trocas químicas, indispensáveis à vida.




1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page