top of page
  • Foto do escritorAstronomia e Astronáutica

Fenômeno raro: ocultação de Betelgeuse

FENÔMENO RARO - A noite de 11 para 12 de dezembro nos reservará um fenômeno raro na Astronomia. Trata-se da ocultação de uma das estrelas mais brilhantes do céu, Betelgeuse, localizada na constelação de Órion (onde estão as três Marias) por um asteroide. Isso mesmo, um asteroide! O asteroide que irá ocultá-la é chamado de 319 Leona, que tem cerca de 60 km de diâmetro e foi descoberto em 8 de outubro de 1891 por Auguste Charlois, que foi destaque em uma publicação recente do nosso Instagram, em 25 de novembro. Infelizmente, o fenômeno não deve ser visto do Brasil, com a visualização acontecendo em um corredor que vai da Ásia Central ao sul da Europa até a Flórida e o México. Se você for um privilegiado morador dessas regiões, não perca esse fenômeno que deve reduzir o brilho da estrela em 94%, segundo os astrônomos. Embora sua designação de Bayer seja Alfa Orionis, normalmente ela é a segunda estrela mais brilhante da constelação de Órion, porém, por vezes ocupando o primeiro lugar, revezando com Rigel. Isso acontece porque ela é uma estrela variável, como magnitude entre 0,0 e 1,6. Para ter todas as informações sobre Betelgeuse e outras estrelas brilhantes do céu, sabendo identificá-las, leia o e-book As 10 estrelas mais brilhantes do céu, disponível com exclusividade na Amazon e veja o videocast 1 de Astronomia e Astronáutica disponível em nosso canal no You Tube.


Concepção artística do asteroide se aproximando para ocultar Betelgeuse.

Constelação de Órion, onde está Betelgeuse.
Constelação de Órion, onde está Betelgeuse.

Adquira o seu e-book na Amazon.
Adquira o seu e-book na Amazon.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page