top of page
  • Foto do escritorAstronomia e Astronáutica

James Webb descobre primeiro cinturão de asteroides fora do Sistema Solar

Descoberto em 1983 em observações feitas pelo Satélite Astronômico Infravermelho (IRAS) da NASA, os astrônomos agora estão utilizando o Telescópio Espacial James Webb para obter imagens da poeira quente ao redor de uma estrela jovem próxima, Fomalhaut, a fim de estudar o primeiro cinturão de asteroides já visto fora do nosso sistema solar em luz infravermelha. Mas, surpreendentemente, as estruturas empoeiradas são muito mais complexas do que os cinturões de poeira de asteroides e Kuiper do nosso sistema solar. No geral, existem três cinturões aninhados que se estendem a 23 bilhões de quilômetros da estrela; isso é 150 vezes a distância da Terra do Sol. A escala do cinturão mais externo é aproximadamente o dobro da escala do Cinturão de Kuiper do nosso sistema solar de pequenos corpos e poeira fria além de Netuno. Os cintos internos – que nunca tinham sido vistos antes – foram revelados pelo James Webb pela primeira vez. A imagem mostra o disco de detritos empoeirados que rodeia a jovem estrela Fomalhaut tirada pelo Instrumento de Infravermelho Médio (MIRI) do Telescópio James Webb. Fomalhaut está localizada na constelação de Peixe Austral, a uma distância de 25 anos-luz da Terra. Entre 2004 e 2006, o Telescópio Espacial Hubble identificou um exoplaneta aproximadamente 3 vezes mais massivo que Júpiter. Em 13 de novembro de 2008, a NASA anunciou as primeiras imagens fotográficas obtidas de Fomalhaut b, através do telescópio Hubble, o que o tornou o primeiro Planeta extra-solar fotografado da Terra.


Cinturão de asteroides em torno de Fomalhaut.
Cinturão de asteroides em torno de Fomalhaut.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page