top of page
  • Foto do escritorAstronomia e Astronáutica

O primeiro acoplamento de uma nave espacial tripulada em órbita

No dia 14 de janeiro de 1969 às 07:00, no horário de Moscou, era lançada de Baikonur a missão Soyuz 4, (cuja imagem do lançamento pode ser vista na segunda foto) levando a bordo o 13º cosmonauta soviético, Vladimir Shatalov. No dia seguinte, ou seja, 15 de janeiro de 1969 às 10:04 no horário de Moscou, foi lançada a missão Soyuz 5, também de Baikonur. A bordo estavam os cosmonautas Boris Volynov, Aleksei Yeliseev e Evgeny Khrunov. Como planejado, a Soyuz-5 entrou em órbita a cerca de 10.000 quilômetros da Soyuz-4. Três horas ou duas órbitas depois, a Soyuz 5 começou a realizar manobras para se aproximar da Soyuz 4. Após 21 órbitas, a Soyuz 5 sob o comando de Volynov iniciou as manobras manuais no sentido de realizar uma acoplagem na Soyuz 4. Às 11:20, no horário de Moscou, do dia 16 de janeiro de 1969, as duas espaçonaves realizaram uma acoplagem perfeita. Este foi o primeiro acoplamento de uma nave espacial tripulada em órbita. Logo após a acoplagem, Vladimir Shatalov e Boris Volynov prepararam a nave para a realização de uma caminhada espacial entre as duas naves. Quando as duas espaçonaves estavam voando sobre a América do Sul, Khrunov começou a sair da espaçonave. Quando Khrunov saiu da nave, Yeliseev saiu da escotilha e viu Khrunov do lado de fora, segurando o corrimão com as duas mãos. Em seguida, Yeliseev também saiu da Soyuz 5 rumando em caminhada espacial para a Soyuz 4. Quando chegou na escotilha, Khrunov já estava dentro e se afastando da escotilha para deixar Yeliseev entrar. Isso representou outro marco dessa missão: foi a primeira transferência de tripulação de um veículo espacial para outro, e a única vez que essa transferência foi realizada com uma caminhada no espaço. A missão bem sucedida foi terminada em 18 de janeiro de 1969.

Emblema da missão.
Emblema da missão.

Lançamento da Soyuz 4.
Lançamento da Soyuz 4.

Ilustração mostrando o acoplamento das duas naves no espaço.
Ilustração mostrando o acoplamento das duas naves no espaço.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rover realiza abrasão em rocha marciana

Na semana passada, o Perseverance chegou ao tão esperado local de Bright Angel, nomeado por ser uma rocha de tons claros que se destaca em dados orbitais. A cor única aqui, bem como as características

Comments


bottom of page