top of page
  • Foto do escritorAstronomia e Astronáutica

James Webb mostra a lente gravitacional de um quasar

A imagem, feita pelo Telescópio Espacial James Webb, mostra a lente gravitacional do quasar conhecido como RX J1131-1231, localizado a cerca de seis mil milhões de anos-luz da Terra, na constelação de taça, localizada no hemisfério sul. É considerado um dos melhores quasares com lentes descobertos até à data, uma vez que a galáxia em primeiro plano mancha a imagem do quasar de fundo num arco brilhante e cria quatro imagens do objeto. As lentes gravitacionais, previstas pela primeira vez por Einstein, oferecem uma rara oportunidade de estudar regiões próximas ao buraco negro em quasares distantes, agindo como um telescópio natural e ampliando a luz dessas fontes. Toda a matéria no Universo deforma o espaço em torno de si mesmo, com massas maiores produzindo um efeito mais forte. Em torno de objetos muito massivos, como galáxias, a luz que passa por perto segue este espaço deformado, parecendo se afastar de seu caminho original por uma quantidade claramente visível. Uma das consequências da lente gravitacional é que ela pode ampliar objetos astronômicos distantes, permitindo que os astrônomos estudem objetos que, de outra forma, estariam muito fracos ou distantes. Para saber mais sobre os quasares, ouça o próximo episódio do podcast Astronomia e Astronáutica.



0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page